EXPLORE: ACHANDO AS MANEIRAS DE DEUS

1915

Capítulo 1. Fidelidade

Releia as últimas linhas desse capítulo onde Loristan faz Marco tomar o “juramento de fidelidade” a Samávia. Aqui estão algumas perguntas para considerar:

• O que você pode achar de admirável nas atitudes para a pátria deles?

• O que é mais importante: uma cidadania num reino da terra ou uma cidadania no Reino dos Céus? Por quê?

• Suponha que alguém fosse fazer publicamente esse mesmo juramento de fidelidade, mas colocasse o nome de Jesus no lugar de “Samávia” em cada linha. Como que a maioria das pessoas iria reagir? Você acha que a maioria das pessoas aprovaria de alguém expressar esse amor e lealdade a Jesus?

• Quanta lealdade que você pessoalmente tem no seu coração e mostra na sua vida para Jesus? Você honestamente poderia dizer que este “juramento de fidelidade” descreve seus sentimentos para com Ele? Você quer que seja?

Capítulo 2. Educação

Muito deste capítulo discute a educação de Marco. A autora usa a história para oferecer algumas observações interessantes e dá um pouco de luz neste tópico.

• Marco sabe pelo menos seis línguas diferentes (na idade de doze anos)! Como que aprendeu a falar essas línguas?

• Loristan diz para Marco, “Se você fosse um jovem príncipe ou um jovem em treinamento para uma carreira diplomática, seria ensinado a notar e lembrar pessoas e coisas… Tal observação seria sua realização mais prática e seu maior poder. É tão prático para um homem quanto para outro, para um rapaz pobre de casaco com remendos como para alguém que tem um lugar nas cortes reais.” Porque “notando e lembrando de pessoas e coisas” é importante? O que deixaria de uma pessoa ser boa nessa habilidade? É uma qualidade que você deveria desenvolver mais?

• Que papel que o pai do Marco tem na sua educação?

• Qual que é a principal maneira que o Marco aprende? Contraste a educação do Marco com o que ele receberia num cenário de escola.

• Qual é a atitude do Marco em aprender? Os “estudos” parecem como uma tarefa para ele? Ele divide sua vida entre “estudos” e “tempo livre”?

Capítulo 3. Treinamento

Ao perambular pelas ruas de Londres pensando na história do Príncipe Perdido, Marco cruza caminhos com um homem que fala com ele em samaviano. O homem chama Marco de “bem treinado”. A princípio, Marco fica pensando porque o homem diria que ele era “bem educado”. Ai ele lembra que o homem na verdade tinha dito que era “bem treinado”.

• Qual é a distinção entre “bem educado” e “bem treinado”? Qual deles é mais importante? Por quê?

• Há situações em que uma pessoa “bem educada” cometeria um erro sério mas uma pessoa “bem treinada” não iria?

• Porque treinamento era uma alegria para Marco e não um peso? Como que isso pode ajudar você a entender o caráter de treinamento que precisa acontecer na sua própria vida?

• Como que Marco foi treinado para agir em situações confusas e desafiadoras? Há outros traços de caráter que você sabe que deveriam ser uma ênfase no seu próprio “treinamento”?

Capítulo 4. O Coração

Ainda perambulando por Londres, Marco encontra um menino aleijado que se chama “O Rato”. Esta pessoa é muito diferente comparado com as pessoas que tinha acabado de encontrar: o nobre misterioso que falava samaviano e o próprio Rei da Inglaterra. As suposições e reações de tanto o Marco quanto O Rato durante esse eventual encontro dão vislumbres interessantes de seus caracteres.

• “O SENHOR não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o SENHOR, o coração” (1 Samuel 16:7). Releia a descrição da autora sobre O Rato quando Marco primeiro vê ele. Liste todas as maneiras que O Rato causa uma impressão negativa em você. Quantas delas realmente têm haver com a “aparência de fora” ao invés do coração?

• Por que O Rato joga uma pedra no Marco? O que isso diz sobre seu caráter e motivos neste ponto da história? Em que maneiras que ele é culpado de julgar Marco pela “aparência de fora”?

• Como que Marco reage pela pedra jogada nele? Por que ele reage dessa maneira? Como que esta reação diz para você sobre o caráter e treinamento dele? Como que você acha que você teria reagido se estava no lugar de Marco? Isso dá para você algumas ideias sobre quais atitudes de caráter você precisa focar no seu “treinamento”?

• Por que o menino estranho se chama de “O Rato”? Como que você acha que ele se sente sobre si mesmo? Qual que você acha que tem mais haver com seus sentimentos: sua deficiência ou sua vida em casa? Por quê?

• Marco conclui que mesmo que O Rato é uma “criatura estranha” tem “algo atrativo nele”. O que era no Rato que Marco achou atrativo?

Capítulo 5. Fidelidade nas Coisas Pequenas

Um aspecto interessante durante este livro inteiro é que fazendo as pequenas coisas corretamente é importante, mesmo que não seja obvio como. Esse aspecto é bem claro neste capítulo.

• “O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força” (Eclesiastes 9:10). Como que essa escritura aplica para Lázaro? Releia o primeiro parágrafo do capítulo. Suponha que você estivesse vivendo em pobreza. Seria difícil para se sentir motivado para importar sobre limpeza e perfeição como Lázaro obviamente fazia? Porque você acha que ele se importava? Porque é importante de ter a atitude dele mesmo em situações difíceis?

• Releia agora o terceiro parágrafo do capítulo. Qual é a descrição de Lorsitan? Porque um homem pobre e aparentemente sem importância manteria tanto caráter de dignidade e honra?

• Marco também tem buscado excelência no seu caráter, obediência, e educação mesmo que sua vida aparenta escondido e insignificante. Porque Marco se importa tanto quando não tem nenhuma razão óbvia para pensar que importa? Releia os últimos dois parágrafos do capítulo. Como que o acontecimento do cavaleiro que falou em samaviano mostra que o treinamento de Marco é bem importante?

Capítulo 6. Amor, Obediência e Confiança

O âmago de O Príncipe Perdido é a lealdade e amor que Marco e Loristan têm um como o outro. A primeira parte deste capítulo realça a intensidade de seu comprometimento um com o outro.

• Marco de repente fica comovido e exclama para seu pai: “você não sabe o tanto que te amo!… Quando olho para você, anseio muito em fazer algo para você que um menino não seria capaz de fazer. Iria morrer com mil feridas antes de te desobedecer!” Como que esta declaração mostra para você a natureza de amor genuíno?

• Jesus disse uma vez: “Se vocês me amam, obedeçam aos meus mandamentos”. A declaração de Marco ajudou a você ver a conexão entre amor e obediência? Você consegue descrever essa conexão nas suas próprias palavras?

• Marco depois diz para seu pai “Eu fiz meu juramento de fidelidade para você, Pai, quando eu também fiz para a Samávia. Você mesmo parece como se fosse Samávia também.” O quê que está maravilhosa declaração diz para você sobre as intenções de Marco? Ele é um mero menino que está empolgado por uma grande “causa” ou “movimento”? Você acha que o compromisso de Marco para Samávia vai muito mais profundo do que o do Pelotão? Por quê?

• Loristan obviamente ama seu filho, mas ele também tem muita confiança nele e visão para seu futuro. Que ações e declarações demonstram essa confiança e comunica isso para seu filho? Essa descrição dá para você um pouco de luz sobre o amor de Deus nosso Pai para aqueles que têm nascido de novo dentro de Sua Família?

Capítulo 7. Utilidade

Loristan agora confia Marco com uma importante tarefa: levantando no meio da noite e dando uma mensagem para um importante visitante, o cavaleiro que havia conversado com ele em samaviano anteriormente.

• Depois de anos de se submetendo de todo coração para treinamento, Marco está agora pronto para ser útil para seu pai e Samávia. Pense de novo no treinamento de Marco. Quais aspectos de seu treinamento têm sido especialmente úteis em prepará-lo para esta tarefa? Como que o treinamento formou seus hábitos e caráter para torná-lo útil?

• Qual é a reação de Loristan quando Marco mostra para ele seu desenho? Porque é importante para você trabalhar diligentemente para desenvolver seus dons?

• Na parábola de Jesus dos talentos, o senhor diz para dois de seus servos: “Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito” Como que esse mesmo princípio é verdade para Marco? Como que aplica para sua vida?

Capítulo 8. Foco

Essa secção do livro não só traz a história para um ponto crucial, mas também revela uma intensidade de foco nos principais personagens.

• Quais são as evidências nos pensamentos e ações de Marco tanto na Torre de Londres quanto na pensão que suas emoções e energias estão focadas na situação de Samávia.

• “Para o resto dos meninos isso era apenas um jogo empolgante, mas Marco sabia que para O Rato era mais do que isso.” Como que Marco conseguiu perceber que Samávia tem se tornado mais do que só um jogo para O Rato?

• Qual seria o foco da maioria das crianças de doze anos na situação de Marco ou do Rato? O que você pessoalmente foca no seu dia-a-dia?

Capítulo 9. Um Pai que Escuta

No coração deste capítulo tem uma maravilhosa interação entre o Marco e Loristan quando o menino decide de tomar o risco de falar para seu pai sobre “o jogo”.

• Releia o capítulo rapidamente de novo. Liste as maneiras em que Loristan demonstra que ele tem um interesse genuíno em o que Marco tem a dizer.

• Agora liste todas as maneiras nesse capítulo que Loristan tenta inspirar e dar confiança para os meninos.

• Quando Loristan avisa ele sobre os perigos de ser um mensageiro para o Partido Secreto, Marco exclama: “Se eu fosse fuzilado, seria fuzilado por Samávia e por VOCÊ, Pai.” Pensando na história até este ponto, você consegue entender porque Marco tem um amor tão profundo e devoção ao seu pai? Explique seus pensamentos.

• Como que Loristan é uma imagem de Deus? Você vê Deus da mesma maneira que Marco vê Loristan? Se Deus é um Pai que escuta e ama nós, isso muda como você pensa sobre o tópico de “oração”?

Capítulo 10. Um Coração Capturado

O Rato chegou inesperadamente na pensão de Loristan e Marco para informá-los que seu pai havia morrido. Loristan trata-o com dignidade e compaixão. O Rato é completamente mudado para sempre por causa dessa experiência.

• Liste todas as maneiras em que Loristan trata O Rato com dignidade e bondade durante este encontro. Como que O Rato geralmente é tratado por adultos? Porque você acha que Loristan está tratando ele tão bem quando outros não têm?

• Descreva como O Rato responde à Loristan. Quais são as impressões que este homem tem nele?

• No final do capítulo é obvio que O Rato será mudado para sempre por essa experiência. Quais sinais que você Descreva como O Rato responde à Loristan. Quais são as impressões que este homem tem nele?

Capítulo 11. Submissão

Para a alegria do Rato, Lorsitan convida ele para se juntar a família. O Rato está completamente pronto para submeter-se de baixo da liderança de Loristan.

• Releia o primeiro parágrafo do capítulo. O quê que O Rato pensa e diz que deixa você saber que ele quer si colocar de baixo da autoridade de Loristan? Por que você acha que ele já está tão fiel ao homem?

• Loristan diz para O Rato: “Posso achar um LUGAR para você se eu te levar comigo.” O quê que um “lugar” significa para O Rato? Porque tendo um lugar é tão importante para ele? A autora implica que Loristan significa mais do que O Rato percebe. O que mais que você acha que Loristan tem em mente quando diz “um LUGAR”?

• Jesus disse para as pessoas que deveriam “contar o custo” antes de poderem se tornar Seus discípulos. Em que maneiras que Loristan ajuda O Rato a “contar o custo” antes de ele levar o menino dentro de sua casa? Por que é importante que O Rato entenda em avanço alguns dos desafios que ele talvez encontrará?

• Pelo menos duas vezes neste capítulo Loristan expressa sua confiança no Rato. Porque você acha que isso é uma coisa importante para fazer? Por que falando para O Rato: “Você e Marco estão debaixo de um oficial comandante” é algo que “enche” O Rato e “agita seu sangue”?

Capítulo 12. Devoção

O Rato agora se acomoda na casa de Loristan e Marco. Na superfície não parece que está acontecendo muito; é um tempo de preparação e espera. Mas num sentido bem real, os eventos neste capítulo estão entre um dos mais importantes neste livro inteiro.

• Releia a conversa entre O Rato e Lázaro que começa o capítulo. Por que O Rato implora para Lázaro por uma oportunidade para servir Loristan? Por que você acha que O Rato não importa se Loristan nem sabe sobre o trabalho dele? Quando eles falam sobre Loristan, O Rato primeiro fala para Lázaro “Ele é seu.”, mas Lázaro o corrige e diz: “Eu sou dele.” Qual é a diferença e porque isso é importante?

• Por que O Rato começa a trabalhar tão firme para aprender a andar nas suas muletas? Por que você acha que ele demonstra “perseverança e determinação maravilhosa” mesmo quando ele “parecia cansado e pálido e algumas vezes desesperadamente fatigado”?

• Como pode ser que Marco nunca fica com inveja do Rato ou Lázaro quando eles demonstram grande devoção ao seu pai? O quê que Marco tem aprendido do seu pai sobre lidando com pensamentos “selvagens”.

• Pense sobre suas próprias atitudes para Jesus. Você poderia dizer como O Rato disse: “Não consigo tirar meus olhos Dele… Quero descobrir tudo o que ele gosta e tudo que ele não gosta… Não há nada que possa fazer por Ele? Não importa o que seja… Eu era dele no minuto que olhou para mim com seus olhos profundos e convidativos. É como se eles pegassem e segurassem você e o fizessem ser dele, e você quer segui-lo Eu vou seguir.” Se não, você quer sentir dessa maneira sobre Ele? Você está disposto a fazer espaço no seu coração para Ele?

Capítulo 13. Dando a Sua Vida

Depois de dois ou três dias de O Rato ficar com Marco, Loristan os surpreendem quando sugere para ele continuar a treinar o “pelotão” de meninos que têm sido seus amigos. Loristan entusiasma O Rato chamando os meninos de “seus homens”.

• O que a amizade e liderança do Rato significaram para os meninos? Porque eles estavam com medo que ele não voltará? Porque você acha que Loristan sente que é importante que O Rato continue a treiná-los.

• Por que você acha que é importante para o próprio Rato que ele continue a manobrar “seus homens”? Porque Loristan iria considerar uma “negligência de obrigação” se O Rato esquecesse sobre eles?

• O livro mostra Loristan como sendo uma pessoa muito ocupada com planos importantes e reuniões relacionados a Samávia. Porque então que você acha que Loristan leva o tempo para visitar O Rato e seu pelotão nos seus “quartéis”? O que sua visita faz para O Rato? O que faz para os outros meninos?

• Uma vez quando um homem que Jesus havia curado queria segui-Lo, Jesus disse para o homem: “Vá para casa, para a sua família e anuncie-lhes quanto o Senhor fez por você e como teve misericórdia de você” (Marcos 5:19). Você acha que essa ordem poderia ter ajudado tanto o homem quanto os seus amigos em casa? Só para você saber, aquele homem foi e disse para dez cidades o que Jesus tinha feito por ele!

Capítulos 14 & 15. Serenidade

Pela primeira vez Marco se acha em verdadeiro perigo. Ele tem sido enganado por uma mulher idosa que, levando vantagem de sua bondade, tem seduzido ele numa armadilha. Ele agora deve depender do seu treinamento para poder manter calmo e sereno.

• Quando Marco percebe que ele tem sido enganado, ele diz para a mulher, “você é muito esperta,” e depois adiciona, “Eu fui muito imaturo para saber que existe alguém tão… espertalhona… no mundo.” Como que a mulher tem enganado ele? Marco tem sido treinado para ter um caráter bondoso, generoso, que serve. Tem mais alguma coisa que ele precisa aprender dessa experiência?

• Liste todas as diferentes maneiras que a mulher idosa e o homem jovem tentam manipular Marco em revelar informações sobre Loristan e Samávia. Como que o treinamento de Marco capacita ele para resistir os esquemas deles?

• Uma vez que Marco é trancado na adega, a primeira coisa que ele faz é perguntar ele mesmo: “Será melhor pensar sobre o que primeiro?” De fato, a habilidade de Marco para disciplinar seus pensamentos é a chave em se manter sereno nessa crise. Releia rapidamente as últimas poucas páginas do capítulo 14 junto com o começo do capítulo 15. Que pensamentos e sentimentos que Marco permite ele mesmo a ter? Quais pensamentos que ele rejeita? Como que lembrando as instruções do seu pai ajuda ele?

• Como que você pode desenvolver uma vida consciente e disciplinada? Você precisa esperar até você está numa crise para considerar essa pergunta? Se você não sabe realmente onde começar, seria bom você perguntar alguns adultos que você respeita por ajuda!

Capítulos 16 & 17. Amizade

Finalmente Marco é liberto. Seu libertador não é Loristan nem Lázaro nem alguém heroico, mas O Rato… o menino que tentou espantar Marco para fora com pedras só poucos dias antes!

• Marco é bondoso e cortês para todos que ele encontra, mas ele oferece sua amizade para outros bem cuidadoso e cautelosamente. Na verdade, lemos num capítulo anterior que sua amizade com O Rato é seu primeiro “verdadeiro companheirismo” que ele tem experimentado com um menino da sua mesma idade. Loristan não tem proibido ele de fazer amigos, mas ele tem exigido cautela. Sobre O Rato e seus seguidores, ele disse: “Você vai saber por si mesmo se eles realmente são seus amigos ou não… você conhece meninos em vários países e você os julga bem, eu acho. Mesmo que eles só tenham doze anos, você logo saberá se vão se tornar HOMENS ou irão permanecer meros moleques.” Porque você acha que Loristan e Marco são cautelosos sobre estendendo sua amizade íntima para outros?

• Em que maneiras que Marco e O Rato são bem diferentes? Como que eles são similares? Qual é a base de sua amizade? Você acha que a amizade deles baseia-se numa fundação firme? Você acha que vai durar?

• Depois que a crise passa, Marco percebe que ele “ganhara um novo amor e confiança de seu pai.” Ao eles sentarem juntos aquela noite, ele percebe que “suas almas estavam mais perto uma da outra do que estiveram antes.” Por que você acha que Loristan tem uma nova confiança com Marco? Porque eles estão mais próximos das almas um do outro do que antes? Tem algo sobre seu relacionamento que vai bem além do que meramente sendo pai e filho? Que mais eles têm em comum?

• E que tal um discípulo de Jesus vivendo no mundo, mas não pertencendo ao mundo… porque ele ou ela precisam ser cautelosos(as) sobre amizades? O que precisa ser a base de amizades para um Cristão?

Capítulo 18. Família

O acontecimento com Marco faz mais do que simplesmente fortalecer seu relacionamento com O Rato e Loristan, mas os vincula, junto com Lázaro em uma unidade fortemente interlaçado.

• Enquanto Marco ainda está desaparecido, Loristan declara para O Rato: “Você é um de nós”. Ele repete esta declaração sobre O Rato para Marco e depois para o Príncipe. Porque Loristan está certo agora onde O Rato pertence?

• O Rato agora “foi permitido ficar perto de Loristan como ele nunca ousara ter esperança de ficar”. Ele tem sido “levado para dentro da intimidade que antes incluía apenas os três”. Loristan agora “fala com ele do mesmo modo que fala com Marco”. O Rato percebe que Loristan “está se tornando mais e mais como um pai para ele”. Em resumo, O Rato agora faz parte de uma família. Como que o conceito de “família” vai além do que ser relacionado fisicamente? Existem parentes que não são verdadeira “família” um com o outro? Existem pessoas que não são parentes que realmente experimentam “família” juntos? O quê que leva para ser “família”?

• Jesus prometeu uma vez para Seus discípulos cem “casas, irmãos, irmãs, mães, e crianças” se eles deixassem tudo para segui-lo. A experiência do Rato ajuda você a entender como é possível para um seguidor de Jesus de ter cem famílias nessa vida?

Capítulo 19. Diligência

Marco e O Rato agora começam “o jogo” de verdade. A disposição e habilidades deles para si prepararem a obedecer as tarefas dadas à eles com diligência e determinação é absolutamente crítico para o sucesso deles.

• Releia o começo desse capítulo onde Marco e O Rato estudam suas tarefas em preparação para “o jogo”. Descreva suas atitudes sobre esse tempo de preparação. O quê que o termo “diligente” significa para você? Em que modos que você vê diligência nas ações dos meninos? Porque essa diligência é tão importante para o sucesso final do “jogo”?

• Marco pode falar para seu pai: “Tudo o que você tem me falado para fazer e aprender é parte de mim, Pai. É parte de mim, como se fosse minha mão ou meus olhos ou meu coração.” Quando você é dado tarefas importantes, você pode honestamente dizer que as palavras de Marco também descrevem você? Se não, o que você acha que está faltando? Você gostaria de ter essa responsabilidade e confiança? Você está disposto a pagar o preço?

• A primeira tarefa dos meninos é para dar sua mensagem para uma mulher em Paris. Por que um caráter diligente é necessário para o sucesso deles? O que você acha que é mais importante em realizando coisas significantes nessa vida: talento ou diligência?

• A Bíblia diz: “Sem fé ninguém pode agradar a Deus, porque quem vai a ele precisa crer que ele existe e que recompensa os que procuram conhecê-lo melhor” (Hebreus 11:6). Na versão da Bíblia Viva diz: “Ele recompensará aqueles que sinceramente O procuram”. Como que você pode ser mais sincero ou diligente na sua busca por Deus?

Capítulos 20 & 21. Provisão

Ao Marco e O Rato planejarem sua jornada eles sentiram dispostos a mendigar para poderem prover por si mesmos. Mas, ao a viagem ocorrer, eles começam a receber presentes inesperados de vários tipos – nada extravagante, talvez, mas provisão suficiente para suas necessidades.

• Qual que é o “imprevisto” que acontece na noite antes deles saírem de Paris para Munique? Como que este presente é útil para a viagem deles? É útil, em até mesmo cumprindo a segunda missão deles?

• Na casa de ópera em Munique, Marco mais uma vez se vê ameaçado por espiões. Que provisão que ele encontra lá para escapar do perigo?

• Depois que Marco volta para o quarto, chega à porta ainda outra provisão. Qual é a forma dessa provisão? Porque ela é potencialmente importante para o sucesso do “jogo”?

• Leia 2 Coríntios 9:6-11, onde Paulo discute sobre o tema da provisão de Deus. O que significa “semear pouco” e “semear com fartura”? Por que Deus supre e aumenta a provisão de uma pessoa? Por que Deus faria uma pessoa “rica em todos os sentidos”? Qual afirmação reflete o coração de Paulo (e Deus) melhor: “Dê para que possa receber” ou “Dê para que possa dar ainda mais”? Por quê? Como que esse princípio é refletido nessa seção da nossa história?

Capitulo 22. Discernimento

No próximo destino deles – Salzburgo – os meninos enfrentam um desafio diferente. Será que eles deveriam dar o sinal para um homem que parece quase exatamente igual ao seu esboço, mas tem algo que parece de alguma maneira diferente para os dois? Mostrando um bom senso em situações complicadas e vendo a maneira correta de proceder é chamado de discernimento.

• Marco tem uma decisão difícil a tomar sobre se ele deve dar a seu barbeiro o sinal. Como que é uma vantagem que ele tem O Rato com ele? Você pode ver uma conexão entre o trabalho em equipe e discernimento? Qual seria uma razão pela qual Jesus enviou seus discípulos de “dois em dois” em vez de sozinhos?

• Marco diz: “Meu pai me treinou para eu me acalmar quando as coisas não fazem sentido e eu não sei o que fazer.” A autora explica que: “Ir a um lugar quieto e se sentar e pensar sobre a coisa que queria lembrar ou achar era o velho costume” de Marco. “Ficar quieto era sempre a melhor coisa, seu pai o ensinara. Algumas vezes era como escutar o próprio Loristan.” Como que o treinamento de Marco poderia aplicar-se a um seguidor de Jesus que quer saber a vontade de seu Mestre?

• “Marco era o mais calmo dos dois por causa da paz que sentia em fazer qualquer coisa que pensava que agradaria seu pai.” Qual foi a ligação entre o desejo de Marco de agradar seu pai e sua habilidade de discernir o que agradaria ele?

• Em Romanos 12:1-2, Paulo dá alguns vislumbres preciosos de como uma pessoa pode discernir a vontade de Deus. “…que vocês se ofereçam completamente a Deus como um sacrifício vivo… Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a ele.” Você consegue ver paralelos entre a forma como Marco e O Rato discerniram o que Loristan queria que fizessem e como você pode discernir o que Deus quer que você faça? Qual é a ligação entre o seu desejo de agradar a Deus e sua habilidade de discernir a vontade Dele? Olhando Romanos 12:1-2 de novo, o que você vê que seria um desafio para você? Existem maneiras que você precisa mudar para que possa conhecer melhor a Deus?

Capitulo 23. Importância

A tarefa que Loristan deu a Marco e O Rato muitas vezes leva-os para pessoas que, no lado de fora parecem ser insignificantes – como os meninos eles mesmos parecem! Certamente ninguém tem se aparentado com tanta pouca importância do que essa mulher idosa em uma aldeia remota nas montanhas. Um dos temas principais de O Príncipe Perdido é de que importância verdadeira é baseada em algo muito diferente do que as coisas superficiais que o mundo dá valor.

• Marco e O Rato já deram o Sinal para duas outras pessoas aparentemente insignificantes: o barbeiro e o sapateiro, e os dois tinham largado seu emprego para se tornarem um guia de montanha. De repente torna claro para O Rato por que esses homens são realmente importantes para a causa da Samávia. Por que eles são?

• Agora os meninos dão o Sinal para essa mulher. Será que o mundo veria ela como alguém importante? Por que não? Durante esse encontro, porém, ela demonstra algumas qualidades de caráter admiráveis. Você pode citar algumas delas e descrever como ela os demonstrou?

• Que relacionamento que a mulher tem que faz dela uma pessoa muito importante para a causa da Samávia? Como que sua importância era relacionada à sua capacidade de amar?

• O que você valoriza em outras pessoas: as coisas que o mundo admira ou o caráter e amor que Jesus admira? O que você está tentando desenvolver em sua própria vida?

Capitulo 24. Fé e União

Várias vezes durante a viagem dos meninos, sua missão se torna difícil. Dando o sinal para o príncipe austríaco é certamente um desses momentos. Sempre que as circunstâncias se tornam difíceis, é a fé em Loristan que dá ânimo para os meninos continuarem.

• O Rato observa o seguinte sobre seu amigo: “Marco não tinha imaginações fantásticas. Ele havia aprendido muito e sua mente era muito balanceada. Não tentava ‘matutar’. Somente pensava nas coisas sobre as quais tinha ordens para fazer.” Descreva como a mente de Marco funciona. Como que essa mentalidade dá para ele estabilidade e paz em situações problemáticas?

• A autora nos dá um importante esclarecimento: “Nas suas conversas com Loristan, haviam aprendido que um grande segredo de força e coragem inabalável é confiar naquele que os enviou e recusar de ficar ansioso; em vez disso devem esperar pelo o momento certo.” Você pode descrever em suas próprias palavras a conexão entre confiança, força e coragem? Quais são as circunstâncias nas quais você pode “confiar na pessoa que enviou você”? Como que isso poderia se aplicar ao seu relacionamento com Deus?

• A autora faz a seguinte observação maravilhosa: “Eles frequentemente descobriam que estavam pensando as mesmas coisas, ao se tornarem mais e mais como Loristan.” Quais seriam más razões para pessoas pensarem nas mesmas coisas? Qual seria um bom motivo? Qual é a chave para a verdadeira união entre o povo de Deus?

Capítulos 25 & 26. Fidelidade

Marco e O Rato continuam sua difícil tarefa. Eles conseguem concluí-lo, porém obriga-os a passar a noite fora em uma grande tempestade! Esta parte do “jogo” exigiu dos dois que mostrassem um alto nível de fidelidade.

• Tente si colocar no lugar de Marco, escondendo em um arbusto no lado de fora de um palácio, encharcado por uma tempestade violenta, sem qualquer “sucesso” evidente para recompensar seus esforços. Como que você estaria tentado a sentir? Como que Marco escolheu de sentir? Qual é o resultado da fidelidade de Marco? Quem é companheiro do príncipe? Qual é o impacto que a disposição de Marco em passar a noite em uma tempestade tem sobre o príncipe e seu amigo?

• O Rato escolhe de passar a noite na rua em frente ao jardim onde Marco está escondendo. Por que ele não espera lá de volta no quarto deles? No lado de fora, não parece que O Rato pode realmente ajudar Marco esperando lá fora. Mas você acha que Marco é realmente ajudado quando ele descobre o que O Rato tem feito? Explique.

• Os meninos atravessam para dentro da Samávia, prontos para concluírem sua missão a voltarem para Loristan. Marco diz: “E como a gente não sabe como será o final, obedecemos às ordens.” E O Rato repete os mesmos pensamentos: “Temos obedecido às ordens. Não esquecemos nem uma.” Coloque em suas próprias palavras o que os meninos estão tentando dizer. Como que esta atitude é uma parte importante em sendo fiel?

• Quando ele encontra o velho pastor, Marco explica a sua missão da seguinte maneira: “Eu não era velho o suficiente para lutar, servir no exército ou pensar sobre grandes coisas. A única coisa que poderia fazer era ficar silencioso e me treinar a lembrar de coisas e ficar pronto para quando eu fosse chamado. Quando meu pai viu que eu estava pronto, confiou em mim para sair e dar o Sinal.” Fidelidade é um traço de caráter que precisa ser aprendido? Como que você pode, pessoalmente, aplicar as palavras de Marco e, especialmente, a atitude dele na sua própria situação?

Capitulo 27. Prontidão

O velho pastor leva Marco e O Rato para encontrar com um grupo secreto chamado “Os Forjadores da Espada”. Desde que o Príncipe Perdido desapareceu, esta organização tem se preparado para o dia em que ele iria voltar.

• A autora nos diz: “Quinhentos anos atrás eles fizeram seu juramento pela primeira vez; e os reis vieram e se foram, morreram ou foram assassinados, e as dinastias mudavam, mas os Forjadores da Espada não mudaram nem esqueceram seu juramento nem vacilaram em sua crença de que algum dia – algum dia, mesmo após os longos anos escuros – seu Príncipe Perdido estaria entre eles novamente, e de que eles se submeteriam ansiosamente a seu governo legítimo.” Isso é uma atitude de prontidão. Descreva em suas próprias palavras o que prontidão significa. Os Forjadores tinha ficado negligente? Como que estar pronto é diferente de estar esperando?

• Descreva a reação dos Forjadores quando veem Marco e ouçam o Sinal. Durante a viagem dos meninos, a maioria das pessoas que receberam o Sinal tem ficado silenciosamente agradecida. Porque você acha que os Forjadores são tão diferentes? O Rato fica assustado, mas Marco não faz nada para conter os homens. Por que não?

• Jesus ensinou: “Estejam prontos para servir, e conservem acesas as suas candeias, como aqueles que esperam seu senhor voltar de um banquete de casamento; para que, quando ele chegar e bater, possam abrir-lhe a porta imediatamente. Felizes os servos cujo senhor os encontrar vigiando, quando voltar” (Lucas 12:35-37). Ele estava dizendo aos Seus seguidores que eles precisavam viver com atenção e prontidão, como se Ele fosse voltar a qualquer momento. Como que uma pessoa que está alerta e pronta vive a sua vida diária?

Capítulos 28 & 29. Paz

Os meninos voltam para casa em Londres de pressa e descobrem que Loristan viajou para Samávia. Junto com Lázaro eles se acomodam para esperar por notícias dele.

• Marco e O Rato estão imensamente decepcionados que Loristan está fora. Na viagem de volta, Marco estava “preenchido com o anseio de ver a face de seu pai e ouvir sua voz novamente.” Ele quer “sentir a pressão da mão dele em seu ombro e ter certeza de que ele era real e não um sonho.” O Rato também tem ansiado “chegar a Londres e ficar face a face com Loristan!” A notícia de que Loristan se foi sente como se tivessem sido “golpeado no peito.” Como que eles lidam com sua decepção e sua preocupação de que Loristan pode estar em perigo?

• Marco percebe do Lázaro que eles estão quase sem dinheiro e ele é forçado a lidar com a proprietária ansiosa e bastante insistente. Como que Marco age nesta situação? Como que ele, O Rato, e Lázaro planejam a responder a este desafio?

• Marco e O Rato voltam para o “Quartel” e recomeçam o treinamento e inspirando o “Pelotão”. Você acha que é difícil considerar outros e satisfazer as necessidades de outros quando você está sob pressão e com tentação de preocupação? A decisão deles de considerar os outros meninos é altruísta, mas você acha que Marco e O Rato se beneficiam também?

• Marco, O Rato, e Lázaro são cada um capaz de manter o coração em paz mesmo quando estão incertos sobre o futuro. O que você vê nas escolhas e atitudes deles que você pode aplicar a sua vida?

Capítulos 30 & 31. Realeza

A história termina com triunfo, recompensa, alegria e um reencontro. Marco e O Rato agora começam uma jornada bem diferente para Samávia. Eles estão indo lá para se juntar a Loristan, agora que Samávia está em paz.

• Ao Marco aproximar-se de Samávia, ele continuamente si relembra de uma coisa: “Sou o filho de Stefan Loristan… Estou indo para meu pai. Por que você acha que Marco pensou em si mesmo principalmente como “o filho de Loristan” ao invés de “o Portador do Sinal”? Porque você acha que ele foi principalmente pensando em reencontrar-se com seu pai, ao invés de ver os resultados da sua missão? A atitude de Marco pode ensinar você algo sobre o que é verdadeiramente importante na vida?

• Loristan diz aos meninos: “Não é a coroa! Não um trono. ‘A Vida da minha vida: para Samávia.’ Foi para isso que eu trabalhei, o que nós todos temos trabalhado por. Se tivesse levantado um homem mais sábio quando a Samávia precisava… Eu poderia ter ficado de lado. Mas nenhum homem se manifestou.” Descreva em suas próprias palavras o que motivou o sacrifício de Loristan para Samávia. Jesus disse certa vez: “Quem quiser salvar a sua vida, a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa, este a salvará.” Como que a vida de Loristan demonstra essa verdade?

• Marco “levantou seus olhos. Para um momento inteiro… ele ficou em pé parado e reto, olhando para aquele magnífico rosto majestoso. Então ajoelhou-se e beijou as mãos estendidas para ele – beijou as duas com paixão. O Rei tinha os olhos que ele ansiava ver – as mãos do Rei eram aquelas que ansiava sentir nos seus ombros de novo – O Rei era seu pai!” Para alguns, vendo o verdadeiro Rei, Jesus, quando Ele voltar de novo será uma experiência quase exatamente como a de Marco! Descubra como VOCÊ pode ser uma destas pessoas! Não simplesmente pressupõe que você sabe, mas procure na palavra de Deus e aprenda sobre estas verdades por si mesmo. Peça a Deus para lhe mostrar como você pode ser Seu filho. Ele vai! Por que não começar a perguntar Ele agora? :)

o_principe_perdido.jpg aosseuspes.com
aosseuspes.com
Portugues Languages icon
 Share icon