A Vida Dele em todo Local

10/8/1970

Pensamentos Vindo da Europa—de 30 Anos Atrás

Simão Pedro respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Respondeu Jesus: “Bem-aventurado é você, Simão, filho de Jonas! Pois isto não lhe foi revelado por carne nem sangue, mas por meu Pai que está nos céus. E eu lhe digo que você é Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades não poderão vencê-la” (Mateus 16:16-18).

Mas se ele não o ouvir, leve consigo mais um ou dois outros, de modo que qualquer questão seja decidida pelo depoimento de duas ou três testemunhas. Se ele se recusar a ouvi-los, conte à igreja, tratem-no como pagão ou publicano. Digo-lhes a verdade: Tudo o que vocês ligarem na terra terá sido ligado no céu, e tudo o que vocês desligarem na terra terá sido desligado no céu. Também lhes digo que se dois de vocês concordarem na terra em qualquer assunto sobre o qual pedirem, isto lhes será feito por meu Pai que está nos céus. Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles. (Mateus 18:16-20)

Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo. (1 Coríntios 12:27)

Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular, no qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor. Nele vocês também estão sendo juntamente edificados, para se tornarem morada de Deus por seu Espírito. (Efésios 2:20-22)

Ora, assim como o corpo é uma unidade, embora tenha muitos membros, e todos os membros, mesmo sendo muitos, foram um só corpo. (1Coríntios 12:12)

Temos visto que a Igreja, na realidade é em Cristo. Ele REALMENTE E VERDADEIRAMENTE se acha na Igreja. Jesus é o templo de Deus, o seu lugar de habitação. É Nele que encontramos Deus. Ele é a fruição de tudo aquilo pelo qual a igreja foi intencionada. A Igreja está completamente em Cristo e Cristo completamente na igreja Verdadeira. No que diz respeito ao mundo, a Igreja de Cristo é distribuída, mas não dividida. Não um monte de Cristos, mas Um só Cristo.

Se lembrar, Paulo igualou comparações sutis que os Coríntios estavam fazendo uns com os outros como dividindo o próprio “Cristo”. Eles estavam, se fosse possível, rasgando o próprio Cristo pela maneira que estavam tratando um ao outro.

O CARÁTER VITAL DA ASSEMBLÉIA LOCAL

Por favor, entenda, ao ler os versículos anteriores, que este é o caráter vital da assembléia local. “Onde dois ou três estão reunidos em meu nome” e todas as outras passagens similares indicam uma verdade preciosa, porém muito desconhecida. Jesus está presente de uma maneira muito mais profunda quando dois ou três estão reunidos porque Ele tem Se entregado ao Seu Corpo.

Reunir “em Seu nome” NÃO significa que cantamos lindos louvores e músicas de adoração a Jesus. Significa que somos consagrados a Ele nos propósitos da nossa vida e obediência. Estamos debaixo de Sua Autoridade Santa e corretamente o representamos e Seu Espírito naquilo que amamos e naquilo que odiamos. Não podemos ficar mornos, ou amar ao mundo; muito menos nos acomodarmos com pecados não tratados em nós ou nos outros, e, ainda, “reunir em Seu nome” é biblicamente impossível. Lembre-se ao considerar nos anos vindouros, se VERDADEIRAMENTE “dois ou três” estão “reunidos em Seu nome”. Fermento não tratado faz parte da “massa”? Então você não está reunindo “em Seu nome”. “Suas reuniões fazem mais mau do que bem” neste caso e trazemos sobre nós mesmos o julgamento de acordo com a própria voz do Deus todo poderoso e Seu escolhido Jesus. Isto é muito importante. A maioria das coisas que hoje são chamadas “Igreja”, definitivamente NÃO são igreja pela definição de Deus. Talvez “lugares de ensino” ou “clubes sociais” com o logotipo “Jesus” na placa, mas não podem ser legitimamente chamados de “Igreja” se não estão reunidos “em Seu nome” como a bíblia define e como foram resumidos momentos antes. Por favor, não esqueça deste ponto porque talvez nunca irá ouvi-lo outra vez. Certamente não ouvirá isso daqueles que têm mobilizado “freqüentadores” e extraído dinheiro de um grande número de pessoas pelas suas próprias ambições, poupanças, ou por meios humanos mal intencionados de servir a Deus, em nome de Jesus.

A mente de Deus está sobre o corpo, os muitos que são verdadeiramente, todos os dias UM com Ele e com os outros. Nada mais irá preencher o Desejo de Seu Coração! “O corpo”, Paulo disse, “não é um membro, mas muitos”. Mesmo que é verdade que o Senhor vive em cada um de nós, individualmente, e cada um de nós podemos ter um relacionamento pessoal com o Senhor, Ele se comprometeu com Sua Igreja, Sua VERDADEIRA igreja, quando diz sobre a Sua Manifestação. O que quero dizer é o seguinte: Ainda que você pudesse estar salvo e talvez conhecesse o Senhor ainda que fizesse boas obras, estaria incapaz de manifestar a Verdadeira Vida Completa do Senhor. É uma questão de corpo. O Senhor é limitado, e eu digo, severamente limitado, quando Ele se expressa através de um só indivíduo; porque nenhum indivíduo é Jesus. MAS ELE ESTÁ PLENAMENTE NA IGREJA, “o Pilar e Fundação da Verdade”. “A habitação de Deus pelo Espírito”. A igreja a qual “as portas do inferno não vão prevalecer”. “A PLENITUDE Daquele que preenche tudo em todos!” A verdadeira igreja que vive a Sua vida, juntas, todos os dias. Uma “cidade” sobre um monte que não pode ser escondida.

Agora, fixando bem o que “em meu nome” realmente significa, Jesus não disse “onde há uma pessoa reunida em meu nome, lá estarei”. Ele poderia ter dito isso, porém não disse. Mas o que foi que Ele disse? Ele disse que onde dois ou três estiverem juntos em Meu nome lá estarei no meio deles. Preste atenção principalmente para o quê essa passagem está lidando. É uma questão de prática. De acordo com a Palavra de Deus da boca de Jesus, há certas pessoas na igreja que devem ser disciplinadas. E quando elas são tratadas pela “Igreja”, da perspectiva de Deus, é um tratar com O próprio Deus. É isso que Ele está dizendo. Note que não é perante representantes agindo em Seu lugar como seria se fosse o caso de um indivíduo, mas é Ele mesmo, se expressando por um corpo. Ele está presente. É Ele que esta agindo. Ele está conectado duma maneira executiva. Ele disse que estaria e Ele quis dizer isso de maneira mais plena possível. Isso é verdade para qualquer Igreja Verdadeira, que é o Seu corpo, e agindo juntos, diariamente “ajustado e unido pelo auxilio de todas as juntas”. Não é simplesmente uma metáfora.

ALGUNS EMPECILHOS FATAIS PARA O PROPÓSITO DE DEUS

(A) INDIVIDUALISMO

Eu digo que tem sido um erro fatal. Tem sido fatal para o crescimento espiritual, plenitude espiritual e também poder, luz e vida espiritual. Existe um grande número de crentes preocupados com a salvação da igreja. Deus criou o PLANETA “para a igreja”. É importante resolvermos esta questão! Nesta era, desde a ascensão de Cristo e o entregar do Espírito até o final do tempo, o Senhor está trabalhando para assegurar para Si um Corpo, não simplesmente a salvação de indivíduos.

Na maioria dos casos salvação inicial e ao correr do tempo repete num ciclo superficial e sempre evangelístico. A única coisa que se consegue é a salvação pessoal, no sentido de perdão de pecados e paz com Deus, aqueles rudimentos do Evangelho e as pessoas ficam nesse estado por 10, 20, 30, 40 e 50 anos. Quando os conhece, dá a impressão de que não fizeram nenhum tipo de progresso espiritual. Seu conhecimento tem sido raquítico. E existe uma outra característica estranha, além disso; faltam neles os sentidos espirituais e o desejo de aprender mais. Estão contentes nesta condição atrofiada. A maioria, quando lhes são compartilhando mais sobre as profundezas dos pensamentos de Deus no que diz respeito a Sua Casa, não conseguem compreendê-los. Não entendem. Há uma séria lentidão a respeito da revelação do coração de Deus ao Seu povo, e isso quebra o coração do Pai. A causa de tal densidade e lentidão é criminal nas cortes do Altíssimo. Não é uma opção, à casa de Deus crescer diariamente para dentro de Sua Imagem e Semelhança do Seu Filho Amado.

(B) O “SISTEMA DE IGREJA” PREVALECENTE

Uma outra coisa fatal é aquela representada pelo atual “sistema de igreja” e isso engloba a grande maioria de “Cristianismo”. São congregações de INDIVÍDUOS que se juntam para uma pregação ou culto e depois voltam para as suas casas. (ainda que haja exceções, esse é o padrão).

Isso NÃO é a expressão do Corpo de Cristo. Isso não é um corpo localmente expressado e funcionando . É algo aquém! e qual tem sido o resultado? O mesmo resultado do primeiro caso, ou seja, pouco crescimento espiritual. Estou sendo muito franco agora, mas preciso abrir o meu coração, pois é onde o Senhor quer nos levar agora e preciso correr o risco de pisar em alguns pés, se for necessário, para chegar lá.

Em todos lugares, achamos pessoas no sistema atual de igreja, que não tem o brilho da Luz sobre os propósitos mais completos do Senhor, nem sabem do que estamos falando. A grande maioria não tem nenhum interesse em algo mais. Estão satisfeitos e não sentem fome.

Esta coisa de “ir para a igreja”, o preencher de rituais, o “louvor” em massa tem tomado o lugar da verdadeira expressão local do Corpo de Cristo e tem O colocado de lado.

Hoje, milhares estão num estado de infância espiritual, imaturidade e falta de luz. Mesmo depois de tantos séculos a maioria das pessoas nascidas e criadas dentro disto não crescerem espiritualmente (referindo da coisa em si, ainda que existam algumas que cresçam apesar disso) e isso tem atrapalhado os propósitos reais de Deus.

ENTENDA ISSO

Agora, entenda isso: satanás não se opõe a todos esses cultos. “Reuniões Cristãs’” de todos os tipos podem continuar por séculos com pouca ou nenhuma oposição da parte dele. Também parece haver pouca oposição satânica contra um numero de missões evangelizadoras pelo mundo afora. Milhares de missionários atravessam a terra com a mensagem de salvação de pecados e enfrentam pouquíssimas oposições.

Mas ele se opõe contra famílias, expressões locais do Corpo de Cristo. Deixe um pessoal começar a levar mais a sério esta questão sobre a Casa de Deus e as oposições virão a surgir do nada. Os esforços e energias de satanás são gastos nos propósitos de quebrar e espalhar a expressão do corpo. Quando levantar Vida íntima diária, entre o Povo de Deus num local específico, ele tentara acabar com esse ajuntamento funcional e prático ou por mentiras, ou por ódio de não cristãos, ou por medo ou confusão de sua autoria,.

O PROPÓSITO E FUNÇÃO DA IGREJA

(A) O LUGAR DE ENCONTRO ENTRE DEUS E O HOMEM

O templo dos velhos tempos tinha esse propósito. Era o lugar onde Deus e o homem se encontra. O Santo dos Santos no meio do templo era o lugar que significava o entrar na presença do Senhor. Era Terra Santa. Era o lugar de encontrar Deus diariamente.

Cristo foi esse Templo no sentido mais amplo.—e sabemos que Deus disse que a verdadeira Igreja está em Cristo e faz parte dele, “a plenitude daquele que enche tudo em todos”. Mesmo que isso NÃO se aplica para a maioria do sistema de marketing no mundo e expressões religiosas semanalmente, isso pode ser aplicado de uma maneira literal quando é uma expressão da Sua vida interligada diariamente.

Jesus disse: “destrói esse templo e eu o levantarei em três dias”. Ele deixou claro que não estava falando sobre a velha estrutura física, mas sobre Ele mesmo. Agora preste atenção para as palavras de Paulo aos Efésios:

Portanto, vocês, já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular, no qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor. Nele vocês também estão sendo juntamente edificados, para se tornarem morada de Deus por seu Espírito. (Efésios 2:19-22)

Segue de uma maneira simples que pela razão de Jesus ser o Templo de Deus, nós também seríamos chamados de ser este templo, e sendo que nós somos uma expressão de Sua plenitude, a Igreja é para ser o lugar onde o homem encontra-se com Deus. Não meramente ouvir verdades sobre Deus, mas de encontrar o próprio Deus—porque Ele pode ser expresso por meio de Sua Igreja.

Recentemente eu li algo que questionou se Jesus iria se agradar se Ele fosse visitar os nossos cultos hoje. Ao mesmo tempo em que o artigo fez algumas observações desafiadoras, também revelou uma visão preocupante das coisas.

É esta a nossa concepção das coisas? Dá pra perceber que a sugestão implica que a Igreja é uma coisa e Cristo é outra? Também se dá a entender que seria fora do comum Ele nos “visitar” (e não nos referimos a um momento de alta emoção produzido por um programa esquematizado anteriormente de “adoração” e “pregação”). Se Ele fosse nos visitar com essa maneira de pensar, ainda seria um visitante de uma pessoa separada e distinta, “descendo” para participar e avaliar o quanto Ele gosta dos “nossos cultos”.

Ah não! Isso não é a Igreja de Deus! A Igreja de Deus é essencialmente o próprio Cristo, se for verdadeiramente, de forma legítima e clara aos olhos dos outros, “do menor até o maior”…DELE. E onde achar a Igreja de acordo com Deus, aí também achará Cristo, sem disparidade, inconstância ou contradições—é o Senhor. A igreja é uma parte real conectada a Cristo, e quando homens vêm ao encontro com a Igreja, é a intenção de Deus que eles vêm ao encontro com Ele mesmo.

Agora, eu não estou dizendo que nós, como indivíduos, podemos levar homens a um contato direto com Deus. Nem estou tentando fazer do Corpo de Cristo um igual com Deus. Uma noiva é um jugo igual, mas não um igual; assim também com a igreja e o Cristo. “Os dois tornarão uma só carne”, nos lembra Paulo. Essa frase fala de maneira secundária a respeito do casamento, mas fala principalmente de Cristo e a Igreja. A Igreja nunca deve ser vista em termos menos do que estes!

Se o Senhor está no meio de Seu Povo, então, quando homens ficam conhecendo o Seu Povo, num certo sentido, ficam conhecendo Ele também. Mas, se Ele não está em nós, poderemos conversar SOBRE Deus à vontade e estar 100% correto sobre os fatos, mas homens não irão conhecê-lo!

A Igreja é isso quando verdadeiramente constituída. E é essa a terra sobre a qual homens encontram Deus e Deus encontra os homens, e essa Terra é o próprio Cristo. Haverá um impacto do Senhor muito maior sobre os homens quando feito por uma companhia de homens e mulheres cheios de Cristo e agindo juntos pelo poder do ESPÍRITO SANTO do que poderia ser alcançado por QUALQUER número de crentes isolados.

(B) A ENCORPORAÇÃO E EXPRESSÃO DOS PENSAMENTOS DE DEUS

A Casa espiritual de Deus, como Pedro disse, deveria “anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz” e como Paulo disse que “AGORA, mediante a igreja, a multiforme sabedoria de Deus se tornasse conhecida” para tanto o mundo visível como para o invisível.

A igreja é para ser uma expressão da mente e dos pensamentos de Deus. Não estamos, mais uma vez, nos referindo a sermões e verdades (mesmo que poderiam estar presentes) mas uma revelação por meio de um céu aberto, da mente de Deus para aquele momento e situação. Vivemos “por toda Palavra que continuamente procede da boca de Deus”, “e nós temos esse Espírito”.

(C) A ESFERA DO GOVERNO E AUTORIDADE DIVINA

Quando uma crise no Novo Testamento está no auge, a última coisa a fazer é “diga para a igreja”. É a Igreja que deve fazer o julgamento final. Aqueles que “irão julgar anjos” são, por causa do plano de Deus para habitar a Sua Verdadeira Expressão de Igreja, “o Pilar e Fundação da Verdade”. Jesus disse que, onde há uma expressão corporativa dele mesmo, o que eles ligarem na terra será ligado no céu também. Se a Igreja desligar algo na terra, então será desligado no céu também. Nós, geralmente não temos crido que isso é verdade (mesmo que Deus disse que é verdade) porque raramente temos VISTO igrejas que são igreja verdadeira, pela definição de Deus. Aqueles com muito a perder têm dito que Atos 2:42—47 é um mero fenômeno cultural e não a consagração simples de um Povo “chamado para fora” para o Senhor, e vivendo assim.

Por razão de a Igreja ser uma expressão da Plenitude de Cristo, ela conseqüentemente irá expressar um pouco de Sua Autoridade Divina. Sendo que há autoridade em Cristo, deve também residir na Igreja porque a Igreja não é “sobre” Cristo, e sim uma expressão Dele. A única maneira de imaginar que a Igreja não teria autoridade seria pensar que o próprio Cristo não teria autoridade, ou que as escrituras estão em erro. Pois o “Cabeça” é Cristo e o “Corpo” também é Cristo “porque os dois tem se tornado uma só carne”.

Eu queria dizer isso a vocês do meu coração, que é necessário para vocês, querido amigos, para que possam fazer parte de, estar no meio de, ter atrás de você a companhia do Povo de Deus vivo e funcional. Eu conheço a diferença—a única diferença que faz em termos de profundidade e força. Por muitos anos eu fui pastor, como classificamos, de várias “igrejas” diferentes e congregações. Mas…Ah! Eu conheço a diferença entre aquilo e o que obtemos desde então. Não é uma diferença de calibre natural das pessoas, nada disso. Mas uma diferença do tipo: O primeiro fazia parte de um sistema que na maioria fora organizado e dirigido pelo homem com propósito religioso; o segundo é algo formado do Espírito—e isso é uma imensa diferença.

Persevere pela verdadeira visão e não se acomode com algo menos do que isso. Clame ao Senhor da Seara para que possa ver o Seu Reino expressado na terra como é no Céu, assim como no Chamado Santo do Senhor em seu ensinamento do mercador de pérolas. Pague o que for necessário à sua frente para alcançar isso. Irá ceifar as recompensas do Seu coração, para Eternidade, junto com “perseguições” e “muitas aflições”.

(TS, NNM)

aosseuspes.com
Portugues Languages icon
 Share icon